15/03/2009

Enochatos

Me perguntam seu eu invoquei com os enólogos, chamando-os de enochatos. Nada disso! Trata-se de uma coisa objetiva, não uma bronca geral.
Uma apuração feita em 1976 identificou um vocabulário enológico de 611 termos (os “descritivos”) utilizados para caracterizar um vinho e as sensações que provoca, dividindo-se a análise em três momentos: a sensorial fisiológica; a tradução terminológica e comunicação da informação; a interpretação da informação. [Ver, a respeito, A. Razungles y P. Bidan, Reflexiones sobre la Degustación: la necesaria estandarización de los Descriptores en el Análisis Sensorial de los vinos, Facultad de Ciencias Agrarias U.N.Cuyo. INTA E.E. Luján de Cuyo, Mendoza, s/d].
Segundo esses especialistas, a linguagem atende bem a fisiologia, a percepção sensorial e o tratamento dos estímulos recebidos, mas permanecem os problemas da fase intermediária (da tradução terminológica e comunicação), dada a proliferação de modelos descritivos.
Esta constatação leva-os a propor que o degustador “possa se liberar da pesada tarefa de traduzir a informação sensorial” para terceiros, adotando-se um “protocolo comum para os enólogos”. Em outras palavras, que deixem de ser chatos.
A escolha de descritores é muito importante. Eles devem ser precisos, reprodutíveis e, por certo, conhecido de todos, o que em geral não sucede. Não adianta me dizer como era um Petrus 1952 que não tomei nem tomarei. O que dizem precisa ser verificável.
Os exemplos de incoerência são frequentes e muitas vezes os degustadores empregam mais tempo descrevendo e justificando os termos que utilizaram do que em comentar o próprio vinho.
Ou seja, os enochatos se apresentam sob várias roupagens, mas o fundamental é que não falam coisa com coisa, sendo urgente estudá-los e classificá-los segundo descritores precisos. Devemos ser capazes de identificá-los na primeira frase...

2 comentários:

Marina Fuentes disse...

Justamente. Fiz um texto recente sobre o mesmo assunto. Cansada das inúmeras descrições e do pouco proveito. abraços Marina Fuentes
www.movidala.blogspot.com

umlitrodeletras disse...

Depois dos enochatos... os chocomalas. Vc viu a Ilustrada de hoje? Vão invadir nosso chocolate com descrições incompreensíveis e códigos cifrados. Saudades do meu ovo de Páscoa da LACTA com bolinhas coloridas!

Postar um comentário