23/06/2009

Ovos caipiras label rouge

Ovos caipira. Devia ser no plural: ovos caipiras. Nada impede os caipiras ou seus agentes publicitários de conhecerem a gramática. Também poderiam se tocar: o cenário rural brasileiro não é tão arrumadinho como na ilustração. Mas o conceito da marca é muito bom.
Ovos de animais criados em liberdade, em campos, com alimentação exclusivamente à base de cereais, complemento vitamínico e minerais, além da pastagem. Trata-se do padrão europeu de certificação de produtos animais criados nestas condições. Mas falta a informação de quantos metros quadrados por animal. E se estão isentos do consumo de hormônios de crescimento e antibióticos. Do colorante caroteno estão, pois é constatável na cor da gema.
O ideal seria que houvesse um conselho de certificação para esses produtos. O selo label rouge (ou red label) é usado, na Europa, para certificar produtores associados em torno de uma norma de produção bastante rigorosa; não é uma marca individual. Nesse nosso caso, tornou-se uma marca registrada, o que impedirá seu uso posterior por um conselho regulador. Ao menos em francês. Mas é um passo na direção correta. É fundamental quebrar o ciclo no qual animais confinados em espaços minúsculos comem ração de proteinas animais (canibais!) e tomam antibiótico para não morrem das doenças do ajuntamento e da alimentação contaminante.

3 comentários:

Guilherme Carvalho disse...

Parabéns pelo post lúcido e esclarecido. Convido você a conhecer a nossa campanha, que foca exatamente nos "animais confinados em espaços minúsculos". www.confinamentoanimal.org.br.

Um abraço!

flavia disse...

Espero que cada vez mais o Brasileiro exija saber a procedência dos produtos que consome. Concordo que a ainda falta informação sobre a densidade das galinhas no pasto, o número de horas que elas ficam livres e a utilização de promotores de crescimento. Porém, fico contente que já exista produtos com este apelo no mercado. Os ovos caipiras são mais saborosos, mais saudáveis e as aves são tratadas de maneira menos cruel. Flávia

lu disse...

Parabens,fui criada comendo ovos exatamente asim.Com galinhas livres,que chocavam no mato ao redor da casa.Sou amante de ovos,porém tinha minha preucopalção em questão a procedência.Fico feliz que tenham esta preucupação em produzir alimentos de qualidade,respeitando asim ao máximo a natureza.Serei mais uma consumidora. LUZIA

Postar um comentário