09/06/2009

Reflexões de bastidores

Hoje foram completadas 10.000 visitas ao blog e-bocalivre e 21.000 page views. Isso em três meses e alguns dias. Não acho ruim. Ao contrário. É mais do que os leitores de todos os meus livros juntos.
O blog da Neide Rigo tem umas 1.000 visitas por dia! É o sonho de consumo dos blogueiros da alimentação. As revistas impressas em crise irreversível. E os livro também. Ou estarei quadradamente enganado?
Ontem, na Livraria Cultura, o público passou de 200 pessoas. Esteve um clima ótimo de conversa. As posições claramente polarizadas, o interesse de todos em vê-las desenvolvidas.
Acho que uma grande aquisição para essas discussões foi a antropóloga carioca Livia Barbosa, com uma linha de pesquisa e raciocínio bem distinta da que estamos acostumados aqui em São Paulo.
Uma surpresa para mim: perguntado, mais da metade do público declarou-se disposta a experimentar formiga e turu. Os tabus estão caindo. Em breve os índios serão incorporados à culinária nacional. Curioso é que havia mais gente disposta a essas experiências do que a comer escargot!
Ainda hoje teremos o link dos debates no You Tube...

4 comentários:

cris disse...

Estive na Cultura ontem, a conversa foi mesmo muito boa, mas não concordo que a antropóloga Livia Barbosa siga uma linha de raciocínio distinta da que estamos acostumados por aqui; penso que fala da culinária na classe média da região sudeste.

disse...

Estive ontem no evento, achei muito interessante sua abordagem do assunto "Cozinha Brasileira", baseada em conceitos de sociologia, um posicionamento muito bem estruturado! Trabalho na Editora Global e fazemos livros de gastronomia em parceria com a Editora Boccato, do chef André Boccato, e seria ótimo se o André pudesse participar de uma dessas mesas-redondas!

Miguel disse...

Carlos,
escrevo de Portugal e sendo leitor do seu blog desde a primeira hora ainda não tinha comentado.Faço-o hoje para lhe dar os parabéns pelos resultados destes três meses do blog.Também é com prazer que tenho adquirido os seus livros, aos quais recorro com frequente assiduidade. Votos de continuação do seu inestimável trabalho, só lamento que não haja quem se lhe compare a pensar a Cozinha Portuguesa. Abraço

Carlos Dória disse...

Miguel,
muito obrigado pelas gentís palavras vindas d´além mar. A comunidade de língua portuguesa é também uma comunidade de paladar.
Abraços
Cad

Postar um comentário