13/08/2009

De puxados e puxadinhos

Conversávamos, Teresa Corção e eu, no DOM, e o garçom explicou um prato, que era finalizado sendo “puxado na manteiga de garrafa”.
O que é o “puxado”, de onde vem essa palavra? Todos sabemos que não é uma tradução de qualquer outro léxico culinário. Atala concorda. Teresa lembra que é o mesmo que saltear.
Ok. Mas tenho, cá para mim, que vem da imagem de se “puxar” massa de cimento, areia e cal na construção civil. Os homens que, há décadas, começaram a “puxar” cabos de frigideiras eram os mesmos acostumados a “puxar” cabos de enxada para fazer massa em construções civis. Com base na similitude de gestos, deu-se a importação do léxico.
Quem tiver uma melhor explicação que se apresente.

2 comentários:

Breno Raigorodsky disse...

Comungo do mesmo espanto. Qual seria a origem? Não sei não, a carne ou o peixe são puxados principalmente na manteiga, mas também no molho rosti (sic), como se precisassem de alguma gordura a mais. O pintor puxa uma cor amarela para o laranja adicionando vermelho nela, quem sabe seja por aí.

Mary Falcão disse...

Oi, Dória!
Gosto dessas reflexões acerca do significado das palavras em nossa rica língua portuguesa e, como cozinheira e redatora, essa questão do 'puxar' sempre me intrigou tb. Não se trata de uma tradução descabida, mas tb seríamos simplistas ao apenas aceitar seu primo mais formal 'saltear'. Prefiro sua idéia dos homens "puxando" os cabos das frigideiras assim como os das enxadas carregadas. Mas por que não viajarmos no significado do verbo de - segundo o Houaiss - "fazer aparecer; avivar Ex.: puxar o brilho da prata". Puxar a cebola e o alho pode ir além do movimento mecânico dos cabos, tornando-se a busca das essências, bem lá no fundo de cada ingrediente, fazendo aparecer, avivando seus perfumes mais secretos.
Viagem ou não, apresentei minha versão romântica do nosso "puxar". Mas hoje é domingo, tudo é permitido!
Saudações bem "puxadas"!

Postar um comentário