18/01/2011

Vale quanto pesa?

Bem interessante a matéria do Estadão de domingo sobre o alto preço dos restaurantes brasileiros. Há semanas o Guia da Folha também se dedicou a esta investigação.

O chato é que ninguém chega a uma explicação exaustiva sobre o assunto. Dão muito a palavra aos donos de restaurantes que pouco tem a dizer, senão culpar o governo e defender suas políticas de preço. Não vi sequer uma tabela que comparasse, item a item, o que custa cada insumo aqui e em Paris ou NY.

Não adianta colocar a culpa nos salários. Será que sempre que uma coisa é cara a culpa é dos trabalhadores?

Pessoalmente acho que tem muito intermediário na coisa: serviço supérfluo demais. Mas também é coisa a investigar, pois trata-se apenas de uma hipótese.

No mais, fiquemos com o critério do Luiz Américo: uma coisa é cara quando achamos que "não vale". É subjetivo, mas preciso. Quando eu era menino, havia um sabonete chamado "Vale quanto pesa". Me impressionava aquela precisão do preço. Mal sabiam que eram precursores do restaurante a quilo...

1 comentários:

cronicas gulosas disse...

Justamente h oje travei uma conversa com uma dona de restaurante sobre isto, ao citar que comi em NY um prato de pato excepcionalmente bem feito por módicos U$ 27, em um restaurante do Jean-Jorges Vongeritschen. Ela achou que eu estava fazendo uma menção às matérias acima, e desfilou um rosário de justificativas - tais como legislação trabalhista, IPTU & otras querelas. Mas mesmo assim ainda acho a conta acima da média.

Postar um comentário