24/06/2010

O que os brasileiros comem em casa e fora de casa

Finalmente saíram os resultados tão esperados da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF) 2008-2009. Ela permite conhecer uma série de hábitos alimentares dos brasileiros.

Por exemplo, nos revela que a alimentação fora de casa consome 31,1% do total de gastos com a compra de alimentos. Um aumento expressivo em relação a 2002-2003, a pesquisa anterior, quando esse total era de 24,1%.

Na região Sudeste, o percentual chega a 37,2%. Nesses 6 anos, a participação urbana da alimentação fora do domicílio nos gastos com alimentação subiu de um quarto (25,7%) para um terço (33,1%), e a rural subiu de 13,1% para 17,5%. Entre os mais ricos, quase metade do gasto com comida ocorre fora do domicílio.

Entende-se melhor o boom da gastronomia entre nós. Come-se mais fora de casa, o que exige discussão do que comer, formação de critérios socialmente aceitos; os de mais altas rendas gastam fora de casa metade do que destinam à alimentação. Provavelmente esta demanda que cresceu explique porque os preços de alimentação fora de casa sejam tão altos, em comparação com outros países e perfis de alimentação.

Seja como for, as chatas tabelas do IBGE são leitura obrigatória para quantos se interessem pelo assunto. Mãos à obra!

2 comentários:

Laura Peixoto disse...

Oi, pode me dizer onde fica o Orquesta das panelas? Vi teu comentario no Martinelli...

Carlos Dória disse...

http://www.orquestradepanelas.com/

Postar um comentário