27/08/2009

Quem é reacionário?

Boa parte da luta política se resume a triunfar na imputação de conceitos aos adversários, ao triunfo ideológico portanto.

Essa semana começa a ser distribuído o livro A cozinha a nu (Senac-SP, 2009), best-seller de Santi Santamaría que relata a sua cruzada contra a cozinha molecular ou tecnoemocional ou coisa assim. (Trechos da longa introdução que fiz para o livro aparecerão também na Tropico).

Santi deu uma entrevista para o Estadão (27/08/2009) onde classifica os “modernos”, que utilizam produtos químicos na gastronomia, de “extrema direita culinária”, homens do establishment, empulhadores enfim.

Em maio, ele estrelou no IVº Foro de Gastronomía de Aragón e desceu o sarrafo nos “modernos”. O congresso foi apelidado de El congreso de los Antimodernos. Mas, como ele conta no livro, não o deixaram falar no último Madrid Fusión. Daí a polarização em “congressos”.

A disputa é para saber quem cola na testa do outro o rótulo de reacionário. O leitor inteligente compreenderá os argumentos de parte a parte e decidirá se quer uma cozinha “desnaturada”, ilusionista e em muitos sentidos sedutora, ou uma cozinha mais “pé na tradição”, baseada em produtos de terroir, de feição mais artesanal e com inovações técnicas mais moderadas.

Não é uma coisa fácil decidir. Mas, quem quer moleza intelectual come a comida da vovó.

8 comentários:

Breno Raigorodsky disse...

Muito bem posicionado o seu comentário, exatamente na parte central do muro, onde me assento igualmente! Mas, de fato, puxar para o ideológico deste jeito é mais ou menos como dizer que a agro-indústria está a serviço do povo, enquanto a indústria química está a serviço do Estado e da burguesia.

Carlos Dória disse...

Não creio que seja "muro". Quem põe a mão na massa é que tem que escolher como se expressar. Nós, que comemos, observamos a cena e os movimentos do outro lado do balcão.

Breno Raigorodsky disse...

Está certo. Mas comemos com a boca à procura não apenas de alimento, com os olhos voltados para o passado e para o futuro, e com o nariz atento às malandragens.

Joyce Galvão disse...

esse assunto dá tanto pano pra manga...adoro!

Carlos Dória disse...

Joyce,
você tem muito a dizer sobre isso. Estou ávido por ler.

Janine Collaço disse...

Foi assunto de aula ontem...
Janine

Carlos Dória disse...

Janine,
Tudo bem ai em BSB? Esse assunto é um rastilho de pólvora né? Conte como foi a discussão!
Beijos

Janine Collaço disse...

Uau, pegou fogo! Os tradicionalistas x a favor da modernização! E quem levou? Sem resposta, pelo momento...

Postar um comentário