22/01/2010

Os votos de simplicidade

Vi os votos gastronômicos de muita gente para 2010. Subscreveria os do Luiz Américo facilmente. Ninguém agüenta mais os trios e os duos, os garçons prolixos, os excessos. Acrescentaria minhas idiossincrasias. A implicância com a nutella, por exemplo. Gostaria que em 2010 ela voltasse para o lanche mantinal das crianças, sumisse dos restaurantes.

De verdade, acho que a volta do simples é uma boa aposta. Ou melhor, não uma volta, mas a conquista. Não o simples preguiçoso de ontem, mas o simples sólido, trabalhado, construído hoje. Não o simples da manga haden, mas o simples sofisticado da manga rosa.

1 comentários:

jose disse...

Sou favorável a simplicidade, essa busca do novo por ser novo e não para agradar o paladar é cansativa e inglória.
Mesmo assim adoro Nutela, com pão frances como eu comia na epoca do Chocreme a 30 anos atrás.

Postar um comentário